9 9223-8585
MENSAGEM DO DIA
12.01.2016
Mais sopa, por favor
Em uma cidadezinha vivia um homem que nunca se irritava nem discutia com ninguém. Ele morava em uma pensão, onde era querido e admirado por todos, justamente por sempre encontrar uma saída cordial para não se aborrecer com as pessoas.

Para testá-lo, um dia seus amigos combinaram armar uma situação que, certamente, o levaria à irritação. Convidaram-no para um jantar e trataram todos os detalhes com a garçonete, que seria a responsável por atender à mesa reservada para a ocasião.

Assim que iniciou o jantar, como entrada, foi servida uma sopa. A garçonete se aproximou do homem, pela esquerda, e ele prontamente levou seu prato para aquele lado, a fim de facilitar a tarefa. Mas ela serviu todos os demais e, quando chegou a vez dele, foi embora para outra mesa.

Ele, calmamente e em silêncio, esperou que a moça voltasse. Quando ela se aproximou, agora pela direita, para recolher o prato, ele levou outra vez o seu na direção da funcionária, que novamente se distanciou, ignorando-o.

Após servir todos os demais, passou a seu lado, acintosamente, com a sopeira fumegante, exalando o saboroso aroma. E, como havia terminado sua tarefa, voltou à cozinha. Naquele momento não se ouvia qualquer ruído. Todos observavam, discretamente, para ver sua reação.

Para surpresa dos amigos, o homem, educadamente, chamou a garçonete que se voltou, fingindo impaciência, e lhe disse: “O que o senhor quer”? Ao que ele, naturalmente, respondeu: “Você não me serviu a sopa”. Ela retrucou: “Servi, sim senhor”. Ele então olhou para a garçonete e em seguida contemplou o prato vazio e limpo, ficando pensativo por alguns instantes.

Todos apostaram que agora ele iria brigar. Suspense e silêncio total. Mas ele, mais uma vez, surpreendeu a todos, ponderando tranquilamente: “É verdade, a senhorita serviu sim, mas eu aceito um pouco mais”.
MAIS MENSAGENS
Terra em Meia Hora
Apresentação: Carlos Roberto de Oliveira (Carlão)
2ª a 6ªfeira, das 12h às 12h30min