9 9206 3672
MENSAGEM DO DIA
22.03.2017
Os valores da infância
Você se lembra de quais eram os valores da sua infância? Reflita e liberte-se por um instante das suas preocupações, obrigações e tensões.

Na inocência da nossa infância residem valores que dão um maior sentido a nossas vidas. Valores essenciais dos quais descuidamos e esquecemos.

O ritmo frenético no qual vivemos de forma quase constante nos leva a assumir muitas responsabilidades e obrigações que deterioram as nossas vidas. Elas nos impedem de fazer o que realmente gostamos e limitam todos os nossos sonhos e desejos, nos deixando em um estado de insatisfação e vazio existencial.

Realmente estamos dedicando o nosso tempo ao que precisamos, ao que queremos e ao que dá sentido às nossas vidas?

São muitas as perguntas sobre as quais seria preciso refletir para conseguir compreender que precisamos de uma mudança de perspectiva. Normalmente evitamos questionar o que fazemos porque nos concentramos no que devemos e temos que fazer; como se não tivéssemos outras opções.

Viver é muito mais que respirar.

Você aprendeu a descobrir e a sentir a sua felicidade? Quando éramos crianças, de forma totalmente espontânea e natural, dispúnhamos dos recursos para nos maravilharmos com qualquer acontecimento que a natureza nos apresentasse: olhar como andam os insetos, observar a chuva durante horas, perder a noção do tempo explorando, descobrindo e brincando.

Toda a capacidade para desfrutar e viver com magia a nossa felicidade foi aprendida na infância. E infelizmente, ela vai desaprendendo. Fomos nos desprendendo dessa belíssima capacidade; substituindo-a por aquilo que acreditamos que é melhor para as nossas vidas adultas.

Mas será que o caminho que seguimos é realmente o melhor para nós? Fomos nos adaptando muitas vezes às expectativas dos outros, ao que nos disseram que é o melhor para o nosso futuro. E acreditamos nisso e não o questionamos.

Recuperar os valores da infância supõe questionar a vida que levamos, voltar a recuperar os sonhos, dar mais importância às próprias necessidades, e prestar mais atenção aos pequenos detalhes. Aprender a desfrutar, dedicando tempo para descobrir tudo que nos fascina.

Descubra o que o fascina, dedique parte do seu tempo e permita-se desfrutá-lo. Assim, a sua vida ganhará muito mais sentido.

Influenciamos nossos filhos e filhas para que se transformem em pequenos adultos e percam rapidamente a sua infância, quando na verdade somos nós que deveríamos fazer o esforço de nos contagiarmos e aprendermos com a sabedoria das crianças.

Ninguém melhor do que os meninos e meninas para nos ensinar a aproveitar o momento presente, aprender a fazer as coisas brincando e encontrando a satisfação em tudo.

Se a sua vida não lhe permite brincar, dançar e viver todos os dias, mude de vida.
MAIS MENSAGENS
Alma Gaúcha
Apresentação: Antônio Mello
Domingo, das 9h30min às 13h, e entre segunda e sexta-feira das 6h às 7h.