9 9206 3672
CRÔNICA DO LOVE TIMES
08.06.2016
Amor
Autor(a): Allison Christian
E para aquela pergunta que você sempre me fez, aqui vai a resposta que eu nunca te dei:
Amor. Bom, amor era quando eu ia te deixar em casa, o trajeto acabava e a gente sentava na calçada pra conversar. Ainda não estávamos prontos para nos despedir, nos separar.
Amor. Amor era quando te escrevia uma carta e apagava uma, duas, três, quatro vezes e reescrevia até ter a certeza de que havia ficado perfeita para você. Eu sei, isso é meio bobo, mas o amor está até nessas coisas que achamos tão pequenas.
Amor era quando eu beijava cada parte do teu rosto, mergulhava no teu pescoço e dizia “eu te amo” no teu ouvido. Era quando você me chamava e não dizia aonde ia, mas mesmo assim eu te acompanhava com um sorriso que não cabia no meu rosto.
Amor era quando você me olhava e, sem nenhuma explicação, eu entendia tudo o que você queria dizer. Eu te sentia, te lia do meu jeito, que depois de um tempo acabei descobrindo ser o jeito perfeito para ler você. Era como nos encaixávamos mesmo com todas as nossas diferenças, que não eram poucas.
Amor era quando te encontrava e meu coração disparava, mesmo já tendo te visto naquele dia. Era quando, vindo em minha direção, você sorria envergonhada e desviava o olhar enquanto te admirava.
Amor era quando te abraçava naquela escada antiga por longos minutos e você me apertava como se estivéssemos próximos do fim do mundo, como se não fossemos mais nos ver.
Talvez por isso o que tínhamos era tão especial. Vivíamos e sentíamos como se sempre fosse a última vez.
Isso era Amor. Amor de verdade.
Amor é o que sinto por ti, agora, neste instante, mesmo distante, e que me faz acreditar que, de alguma forma, ainda nos encontraremos mais uma vez e conseguiremos resolver tudo isso.
Eu sei. Eu sinto. Amor é isso.
MAIS MENSAGENS
Terraneja
Apresentação: Adriano Tarelli
2ª a 6ªfeira, das 15h às 18h