9 9206 3672
NOTÍCIAS
30.04.2019 - 14h58 - Atualizado em 30.04.2019 - 18h30
Homem é resgatado em condição análoga a trabalho escravo em Venâncio Aires
As equipes chegaram a ele após uma denúncia anônima feita ao Ministério Público do Trabalho (MPT)
Por Cristiano Wildner / 16.776
Fonte: Correio do Povo

Foto: Lucilene Pacini

Homem morava em galpão usado para secagem de fumo

Auditores fiscais do trabalho, do Ministério da Economia, resgataram um homem de 62 anos, que estava em uma lavoura de tabaco em Linha Campo Grande, interior de Venâncio Aires. Ele foi encontrado em condições consideradas análogas a trabalho escravo. As equipes chegaram a ele após uma denúncia anônima feita ao Ministério Público do Trabalho (MPT).

O homem vivia numa peça de chão batido, junto ao galpão de secagem de tabaco. Ele estava no local há cerca de dez anos e não tinha estrutura sanitária e água potável. Retirado do local, com o apoio do Ministério Público do Trabalho, o homem foi levado para uma clínica de idosos em Cruzeiro do Sul.

Além das condições em que era mantido, está em investigação outra situação. Teria sido contraído um empréstimo no nome do homem. O proprietário da propriedade terá uma audiência no Ministério Público do Trabalho de Santa Cruz do Sul na próxima segunda-feira, 6, para esclarecer o caso.